Auxílio Emergencial será prorrogado

Auxílio Emergencial será prorrogado e os valores serão os mesmos pagos atualmente a cerca de 45 milhões de pessoas

Em reunião no Palácio do Planalto, na manhã desta quinta-feira (10), foi batido o martelo que o Auxílio Emergencial será prorrogado: o governo continuará pagando o benefício por mais três meses. Os valores serão os mesmos atuais, ou seja, entre R$ 150 e R$ 375 para mães de família.

Na reunião em que a decisão foi tomada estavam Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Casa Civil; Paulo Guedes, ministro da Economia e Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência da República. Cerca de 45 milhões de pessoas recebem atualmente o benefício que, inicialmente, seria pago até julho.

Com o número maior de parcelas, o governo terá mais prazo para que seja finalizada a proposta de programa social que deverá substituir o Bolsa Família. Os detalhes estão sendo acertados entre o presidente Jair Bolsonaro e os ministros Paulo Guedes (Economia) e João Roma (Cidadania).

A ideia de estender o pagamento do auxílio emergencial vinha sendo tratada pela equipe econômica como uma possibilidade, a depender da evolução da pandemia. Agora, membros do Ministério da Economia afirmaram que a prorrogação é dada como certa.

O auxílio emergencial aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pela Presidência da República é um benefício para garantir uma renda mínima aos brasileiros em situação mais vulnerável durante a pandemia do Covid-19 (novo coronavírus), já que muitas atividades econômicas foram gravemente afetadas pela crise.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Compartilhe