Ator de Segundo Sol perde a mãe e vai aos prantos ao vivo na Globo

Ator de Segundo Sol perde a mãe

Ator de Segundo Sol perde a mãe

O ator Luis Lobianco, que interpreta o personagem Clóvis na novela Segundo Sol, foi aos prantos na manhã desta sexta-feira (26) na Globo. Na ocasião, ele relembrou a morte da mãe, Maria de Lourdes, e o drama que ela viveu ao longo da gravidez de sua irmã, Luana. Ator de Segundo Sol perde a mãe.

Leia mais: Deborah Secco nega ter recebido dinheiro para cortar os cabelos

Segundo ele, a mulher descobriu que tinha um câncer linfático, e acabou não resistindo. “As coisas acontecem na nossa vida… Desculpa. E a gente demora para entender, principalmente quando a gente é criança. Perdi a minha mãe para uma doença que foi muito triste”, lamenta.

“Acompanhei tudo. Demorou muito para eu conseguir entender um pouco do que significava essa perda”, disse ele, aos prantos, revelando que tinha apenas cinco anos de idade na época. Ele revelou ainda que a sua mãe teve que fazer uma difícil escolha nesse momento.

Leia mais: Marido dá surra no amante da esposa dentro de quarto de motel
Leia mais: Irmã de Cleo Pires surge de biquíni e arranca suspiros: “Não aguento tanta beleza”

Ela precisou escolher entre a vida da filha e a própria vida, e acabou abrindo mão de si mesma: “Ela abriu mão da própria vida para que a minha irmã do meio, a Luana, pudesse nascer. E uma outra mãe apareceu, juntou os caquinhos do que era nossa família e estamos aqui”.

“Se naquele momento foi muito duro… Eu brincava com as seringas da minha mãe. Ela tomava injeção todos os dias. Os tubos que sobravam eu brincava de carrinho. Eu sobrevivi. E graças às mulheres. Temos que enaltecer as mulheres brasileiras”, declarou.

“Minha avó, minhas tias, que pegaram a gente e falaram, ‘essa família vai existir até o fim’. Então respeitem as mulheres. Elas sim são as grandes responsáveis pelo Brasil ser um país tão especial e com gente tão incrível”, finalizou o ator, que foi criado por Irene, sua mãe de criação.

Ator de Segundo Sol perde a mãe

Uma pessoa que encara isso de frente. Muitas vezes eu deixei de chorar e de rir por insegurança. Com o Clóvis aprendi que temos que rasgar o coração”, completa.

Compartilhe