Aluna presta queixa contra professora: a docente passou mal após receber a intimação

No colégio estadual Thales de Azevedo, em Salvador (BA), uma aluna ingressou com uma queixa contra uma professora de filosofia por “doutrinação feminista”. A docente foi notificada para comparecer à Delegacia de Repressão a Crimes contra a Criança e o Adolescente. Aluna presta queixa contra professora

Leia mais:  Homem faz tatuagem no ÂNUS em protesto contra Bolsonaro

De acordo com a Folha, os conteúdos apresentados em sala de aula estariam ligados a questões de gênero, racismo, assédio, machismo e diversidade.

Segundo a APLB (Associação dos Professores Licenciados do Brasil), seção da Bahia, a professora, responsável pela suposta doutrinação, teria ficado abalada emocionalmente após receber a intimação.

A jovem, que prestou a queixa, teria procurado a delegacia acompanhada da mãe por acreditar que o conteúdo apresentado pela professora é de doutrinação “esquerdista”.

É importante frisar que esse não é um caso isolado, Em várias partes do Brasil, pais de alunos andaram se queixando nos últimos anos dos conteúdos ensinados em sala de aula.

O motivo seria o viés “ideológico” do material ensinado aos alunos. Um movimento nacional, chamado de “Escola Sem Partido”, chegou a ser criado em reação a essas supostas doutrinações que ocorrem em salas de aula.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir… Faça uma Doação CLICANDO AQUI

Aluna presta queixa contra professora

Compartilhe