Acusado pela própria esposa de estuprar criança de 5 anos, pastor é declarado inocente

Acusado pela própria esposa de estuprar criança de 5 anos

Acusado pela própria esposa de estuprar criança de 5 anos

Em 2016, um caso chocou o mundo gospel. A pastora Bianca Toledo acusou o seu então marido, o também pastor Felipe Heiderich, de abusar sexualmente do enteado. Na época do suposto abuso, a criança tinha apenas cinco anos de idade. O caso teve grande repercussão por envolver nomes evangélicos. Acusado pela própria esposa.

Leia mais: Homem que entregou marmita com vidro para colombiano é um pastor

Nessa sexta-feira, 12 de abril, o dia tão esperado chegou e a justiça entendeu que o pastor Felipe Heiderich é inocente. Ele foi absolvido de todas as acusações. Apesar da decisão ainda poder ser recorrida, especialistas acreditam que não deve haver uma mudança de veredito por parte da justiça.

Leandro Musen, advogado do acusado, comemorou a decisão. “Porque foi o próprio Ministério Público que opinou pela absolvição, mesmo órgão que ofereceu a denúncia. Quando foi feita a denúncia, foram levados em conta dois laudos particulares que no decorrer do processo foram julgados parciais”, explicou ele ao comentar a decisão.

Bianca Toledo publicou uma nota oficial em seu Instagram. Nela, ela diz que a justiça nem sempre é justa e critica a decisão que declarou o seu ex-companheiro inocente:

Acusado pela própria esposa de estuprar criança de 5 anos

Em um dos trechos da sua mensagem, Bianca diz que a luta vai continuar. “Lutarei em silêncio na justiça por meu filho, confiando no Deus justo, amoroso e misericordioso que servirmos e amamos”, escreveu ela tendo mais de 40 mil curtidas e outros milhares de comentários.

Bianca teve o apoio de muitos internautas em sua página. “Corajosa, virtuosa e um exemplo pra muitas que se calam em meio às pressões impostas pela sociedade machista e covarde”,  disse um deles ao saber da decisão e do comunicado da pastora evangélica.

Compartilhe